Edit

About Us

We must explain to you how all seds this mistakens idea off denouncing pleasures and praising pain was born and I will give you a completed accounts off the system and expound.

Contact Info

 Finanças pandêmicas

“E a todo homem, a quem Deus deu riquezas e bens, e lhe deu poder para delas comer e tomar a sua porção, e gozar do seu trabalho, isto é dom de Deus.” Eclesiastes 5:19

Neste momento, vivemos uma crise mundial e não temos a mínima ideia de como nem quando isso tudo vai passar. Por isso é tempo de termos cautela ao tomarmos decisões de como usaremos nosso dinheiro nesse tempo de pandemia.

De fato, a polarização, o confinamento, o distanciamento social e as finanças domésticas, foram potencializadas de uma forma bem decisiva.

Não podemos dizer que a crise financeira se estabeleceu 100% com a instalação da pandemia. Podemos dizer que ela foi potencializada por finanças que já não estavam bem ajustadas.

Temos que ter em mente que “atitudes diferentes geram resultados diferentes” em todas as áreas da vida, inclusive na área financeira.

Existem algumas dicas para termos maior controle financeiro em nossa vida diária. Se seguirmos essas dicas básicas e simples, teremos um bom ajustamento financeiro dentro do nosso lar e na nossa vida como um todo.

Dica número 1 – Gastar menos do que se ganha. Se eu ganho um valor X eu não posso gastar todo o X, preciso gastar menos que X. Lamentavelmente, as pessoas querem continuar com as mesmas atitudes, sendo assim os resultados serão sempre os mesmos e nunca serão diferentes.

Dica número 2 – Orçamento. O orçamento deve ser feito de maneira minuciosa e responsável, levando em conta as entradas e as saídas de cada mês, as despesas fixas e as eventuais despesas com algum item que não é fixo. Agora vai aí uma dica preciosa. Não adianta colocarmos no papel um belo orçamento, organizado e estruturado e não ficarmos dentro dele. Precisamos orçar e realizar.

Dica número 3 – Diminua as compras de padaria. Faça um pão ou um bolo em casa, use mais frutas nas refeições, principalmente as frutas de época que sempre são encontradas por um bom preço, são mais frescas e saborosas. As refeições saborosas não dependem de muita variedade à mesa, mais sim de um bom tempero e de boas receitas que não precisam ser muito elaboradas, use receitas simples e saborosas, sua família vai lucrar tanto financeiramente quanto na qualidade da alimentação e manutenção da saúde física.

Dica número 4 – Saia de carro somente se for necessário. Não acelere tanto seu veículo, “pise leve” e você economizará no combustível.

Dica número 5 – Lave você mesmo o seu carro. Aproveite para fazer isso em família com os filhos. Se o clima estiver quente podem até aproveitar para tomarem um banho de mangueira e se refrescarem. Essa atividade pode se tornar uma boa diversão em família. Coloque as crianças para lavarem os tapetes, tirarem o pó do painel dentre outras coisas. Enquanto isso seus filhos aprendem uma nova tarefa que eles poderão sempre executar. E pode ter certeza, rapidamente você terá dentro da sua casa quem lave seu carro para você.

Dica número 6 – Use mais a luz do sol e evite deixar luzes acesas durante o dia.

Dica número 7 – Desligue o chuveiro enquanto você se ensaboa ou lava os cabelos. Ensine isso aos seus filhos.

Dica número 8 – Essa dica é de extrema importância e é o ponto crucial da economia. Se você tem dinheiro, compre somente aquilo que for de absoluta necessidade, estamos vivendo um momento crítico na história do nosso mundo e não podemos gastar com aquilo que for supérfluo ou com aquilo que não estamos precisando. Temos que ter uma reserva para comprar algum medicamento ou para alguma situação emergencial que possa surgir.

Até que a situação atual se normalize um pouco mais, precisamos ter nesse momento muita cautela ao lidar com nossas finanças. Muitas promoções irão aparecer quando o comércio se normalizar, mais não podemos cair nas armadilhas do consumismo, precisamos consumir sem ser consumidos. Muitos itens que não são essenciais podem cair de preço, mais os itens para a sobrevivência como alimentação já estão com valores mais elevados, precisamos economizar naquilo que não é essencial.

Em suma, quero dizer a você que os maiores especialistas em assuntos financeiros familiares afirmam que as pessoas caem em dívidas não pelas reduções de suas entradas, mas pela má administração daquilo que entra.

Autora do artigo:
Andréia Luna dos Anjos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.