Como ajudar alguém com câncer

Quando uma pessoa recebe um diagnóstico de câncer, medo, angústia e insegurança são sentimentos imediatos. Embora ao longo dos anos a medicina tenha avançado bastante, e os tratamentos e terapias tenham aumentado a expectativa de vida, é inevitável temer a morte.

Familiares e amigos são importantíssimos neste processo, também sofrem muito, e precisam saber como se comportar, parque sejam um suporte e apoio na fase de tratamento. Por isso, este artigo copila dicas divulgadas pelo Union for International Cancer Control, para que você saiba o que fazer e o que não fazer em uma situação como esta.

O que fazer?

  • Passe tempo com a pessoa.
  • Pergunte se ela gostaria de falar sobre a experiência.
  • Deixe-a decidir o que e quanto compartilhar.
  • Esteja disposto a falar sobre suas experiências e permitir que ela compartilhe seus medos.
  • Esteja disponível para conversar quantas vezes ela quiser.
  • Respeite se a pessoa precisar de espaç
  • Fale sobre outras coisas além do câncer.
  • Ofereça assistência mesmo com pequenas tarefas e pergunte o que poderia ser mais útil.

O que dizer?

  • Pergunte como a pessoa está.
  • Pergunte se ela quer falar sobre o assunto.
  • Pergunte se pode fazer algo para ajudar.
  • Seja sincero e diga que não sabe o que dizer, mas que a pessoa pode contar com você.
  • Diga que sente muito pelo que ela está
  • Ofereça-se para ouvi-la.
  • Coloque-se à disposição para ajudá-la no que for preciso.
  • Peça desculpas se sentir que disse algo errado.

 

O que evitar?

  • Evite comparar a situação dela com a de outras pessoas.
  • Evite falar nas generalidades sobre as chances de recuperação e sobrevivência, ou minimizar a situaçã
  • Tente não mostrar falso otimismo ou esperanç
  • Evite usar linguagem que pode fazer com que a pessoa se sinta culpada (por exemplo: “Você pode vencer isso”, “Você deve lutar”, “Não desista”).
  • Evite mencionar novidades terapêuticas ou curas alternativas sobre as quais você tenha lido.
  • Não conte para outras pessoas, deixe que a pessoa conte a quem ela quiser.
  • Evite sobrecarregar o paciente com seus próprios sentimentos sobre a doenç
  • Evite impor sua opinião sobre tratamentos e cuidados.

 também sofrem muito – clique aqui e leia o artigo O SOFRIMENTO DO FAMILIAR

Ministério da Mulher  – União Sudeste Brasileira
Igreja Adventista do Sétimo Dia

Todos os direitos reservados © Missão Mulher 2021. Desenvolvido por Agência ALX